domingo, 20 de março de 2011

Placa de som off-board compensa?

Compensa colocar uma placa de som  offboard no PC?

As placas de som são dispositivos responsáveis por prover o áudio gerado em seu computador. No início da era dos PCs, esse item nem existia - o único dispositivo sonoro presente em alguns computadores era o "PC Speaker", utilizado até os dias de hoje para emitir avisos sonoros da placa-mãe. Atualmente a placa de som off-board já se tornou um periférico indispensável em qualquer micro que se preze. O mercado de informática está inundado de placas de som de tudo quanto é tipo.

Publicidade

Para quem pretende um som de altíssima fidelidade e compatível com as tecnologias de áudio mais recentes, não tenha dúvida, compre uma placa de som de qualidade. Assim você terá uma ótima experiência ao ouvir suas músicas, jogar seus games preferidos, assistir a um filme e, se for o seu caso, trabalhar com edição de áudio. Não se esqueça de utilizar caixas de som ou fones de ouvido de qualidade para usufruir de tudo o que sua placa de som oferece!

As placas de som podem ter vários tipos de conexões, tudo depende do modelo e da finalidade de uso do dispositivo. A lista abaixo mostra os tipos de conexão mais comuns:

- MIC: entrada para microfone;
- Line-In: entrada para conectar aparelhos sonoros, como um rádio, por exemplo;
- Line-Out: entrada para conectar caixas de som ou fone de ouvido;
- Speaker: nesta entrada, pode-se ligar caixas de som sem amplificação;
- Joystick/MIDI: entrada para ligar joystick (controle para jogos) ou instrumentos MIDI;
- SPDIF: entrada para conexão de aparelhos externos.

Placa de som

Para saber se uma placa de som é ou não boa, você deverá observar atentamente as suas características técnicas, como a resolução (número de bits que a placa manipula), a taxa de amostragem, e, principalmente, o tipo de sintetizador. A qualidade de uma placa de som é diretamente proporcional ao seu preço, ou seja, quanto mais cara for a placa de som, melhor ela será.

É claro que você talvez não queira gastar muito para ter uma Sound Blaster Live!, a placa de som topo de linha do mercado hoje. É bom analisar o custo/benefício e a aplicação que você deseja para a sua placa, de modo a definir o modelo que melhor atenderá às suas necessidades.

Se você quer uma placa de som apenas para fazer barulhinhos, sem nenhum compromisso com a qualidade, então qualquer placa de som mais modesta servirá para você. Até mesmo a placa de som que vem "on board" em diversos modelos de placa-mãe resolverá o seu caso. Se você for um pouco mais exigente em relação à qualidade do som, então escolha uma placa de som que possua síntese de Wave Table, que tornará os sons MIDI mais realistas.
   


   


   ;


9 comentários

Analista disse...

Com certeza a melhor escolha faz quem optar pela mais cara, devido ao grande número de porcarias que encontramos a venda por aí.

Abraços e ótimo Fim de Semana

FERNANDO disse...

Oi, Kevin.
Importante mencionar que, mesmo alguns anos atrás, quando os usuários mais exigentes abominavam placas-mãe superintegradas e enalteciam as virtudes das soluções offboard - especialmente no caso das aceleradoras gráficas 3D -, o subsistema de som provido nativamente costumava ser considerado aceitável. Hoje em dia, a coisa melhorou bastante, de modo que, dependendo da marca e do modelo, placas onboard podem baratear sensivelmente o custo final do sistema computacional sem comprometer sensivelmente o desempengo global da máquina. Claro que tudo depende do perfil do usuário, de suas perspectivas e expectativas e, principalmente, do poder aquisitivo de cada um.
Se dinheiro não for problema, nada melhor que ter o melhor.
Abraços, bom domingo e até mais ler.

Victor Faria disse...

Olá, Kevin!
Concordo com o Fernando: "tudo depende do perfil do usuário, de suas perspectivas e expectativas e, principalmente, do poder aquisitivo de cada um".
Abraço!

Matheus O. Silva. disse...

Nossa Bom saber disso mesmo.No meu pc tem a original que veio nele e eu quiz instalar minhas caixas de som no computador, com o tempo ( quase 1 ano) ela começou a bambiar ai eu vou ter de troca-lá.
Se o dinheiro der quem sabe Sound Blaster Live ai vou eu!

Abraços ,
inté.

Anônimo disse...

Isso é verdade para as placas gráficas e era para placas de audio até uns 4, 5 anos atrás.
Hoje em dia, gastar dinheiro com placa de som só é justificável caso você seja músico.
Praticamente todas as placas-mãe de hoje em dia vêm com soluções de áudio muito boas, que até mesmo ultrapassam a necessidade do usuário comum ou gamer.
Empresas como Realtek, ADI e Via fornecem chips de áudio com suporte a HD, 7.1 canais, efeitos EAX 3.0 (algumas até superior), etc. Tudo isso ocupando menos de 1% de recursos de processadoes relativamente atuais (Pentium 4 ou superior).
Tanto é que o mercado de soluções de áudio, atualmente oferecem mais é soluções especializadas (e caras... R$ 600,00+). As poucas soluções acessíveis não possuem aceleração por hardware como a maioria pensa, não passando de um chip "onboard" aparte.

Abraço

Anônimo disse...

ah, complementando... a Sound Blaster Live! é uma placa da Creative que foi lançada em 1998!!!
naquele tempo sim valia a pena investir numa solução de audio offboard.

Marcos Roberto disse...

Estou precisando de uma urgentemente pois as "on-boards" são muito fraquinhas.

FERNANDO disse...

Oi, Marcos Roberto.
Com o devido respeito, você precisa mais é escolher uma boa placa-mãe que lhe ofereça os recursos que deseja. Sem mencionar opções ou fabricantes (visite meu Blog e pesquise para obter mais detalhes), basta procurar para encontrar o que você quer (sem jogar dinheiro fora).

Anônimo disse...

Olá, não sou músico apenas gosto de ouvir qualidade, compensa sem dúvida, só entende isso quem tem uma boa placa de som, tenho uma Creative Sound Blaster X-Fi Titanium FCS e sei do que estou a falar, até se for só pra ouvires Mp3 vais notar diferença porque em placas de baixa qualidade muitos dos sons são abafados ou nem os ouves, enfim não tem nada a ver lol. se aprecias qualidade acho que deves investir. vais notar outra realidade de som em jogos, filmes, musica, etc.