segunda-feira, 2 de maio de 2011

Como escolher um HD externo

HD externo Iomega, HD externo Seagate, HD externo LaCie, HD externo Samsung, HD externo Western Digital, HD externo Hitachi, HD externo SimpleTech, HD externo Transcend, HD externo HP, HD externo LG, HD externo Toshiba, HD externo Dane-Elec, HD externo Adata, HD externo Mediagear, HD externo Maxtor, HD externo Verbatim, HD externo Pqi, HD externo Apple, HD externo Imation, HD externo Intel, HD externo Silicon Power, HD externo Sony
O HD externo é uma ótima opção para liberar espaço em seu PC e proteger aqueles filmes e músicas que tanto ama. Já imaginou se o seu HD um dia queima? Pronto, lá se vai uma vida pela rede elétrica. Ao fazer backups periodicamente do PC para o HD externo, você assegura a preservação dos seus documentos, fotos e tudo mais que armazenar. Como escolher um HD externo? Saiba como e por que utilizar um HD externo, entenda a diferença entre HD USB e HD SATA. Você pode usar um case para HD externotambém.

Publicidade

HD – Histórico e Funcionamento

HD vem do inglês hard disk drive, ou seja, dispositivo de disco rígido. É a parte do PC em que os dados são armazenados. Trata-se, ao contrário da memória RAM, de uma memória não-volátil, as informações permanecem mesmo quando o computador é desligado. Por isso é fundamental para execução de programas e para salvar arquivos.

O primeiro HD foi construído pela IBM em 1957. Era formado por 50 discos magnéticos e tinha capacidade para 5 MB. Os primeiros discos rígidos utilizavam a mesma mídia magnética que os disquetes, já os HDs atuais usam mídia laminada. Os discos magnéticos são recobertos por uma camada magnética que quanto mais fina, mais densa, ou seja, tem maior capacidade para armazenar dados.

O HD utiliza um eletroímã muito preciso para gravação de dados, trata-se de uma bobina de fios envolvendo um núcleo de ferro. O campo magnético da cabeça de leitura e gravação organiza as moléculas para gravar os dados. Os pólos positivos das moléculas de óxido de ferro da superfície alinham-se aos pólos negativos da cabeça. O disco gira continuamente de modo a alterar a polaridade da cabeça de leitura e gravação, mudando também a direção das moléculas na superfície gravável.

O bit é a menor unidade de informação que pode ser gravada e sempre assume o valor de 0 ou 1. Nesse caso, o que determina o valor de cada bit gravado é a direção dos pólos. Quanto mais denso for o disco, menos moléculas são usadas para formar cada bit. Os computadores possuem um código de instruções com ações que são capazes de executar, esse código é constituído por sequências de múltiplos de bits, os bytes. Para ler o código, a cabeça de leitura capta os sinais das moléculas, a variação entre os sinais positivos e negativos gera uma corrente elétrica que caminha pelos fios da bobina. Os sinais são interpretados como bits pela placa lógica do HD.

Os HDs foram criados para serem usados em computadores, mas no século XXI tiveram seu uso expandido. Atualmente, dispositivos como filmadoras, MP3 players, celulares e PDAs vêm com HD embutido. Os consoles para games Xbox 360 e Playstation3 foram fabricados com HD próprio. E ainda existem os HDs externos que transportam grande quantidade de dados entre computadores distintos, sem o uso de rede.

HD externo – como e para que utilizar

Outra vantagem do uso do HD externo é que ele é mais prático de ser instalado e pode ser usado em mais de um computador. Se você precisa levar trabalho pra casa, eis aí a solução. Muito mais fácil transportar um HD externo do que um computador inteiro. E para aqueles que usam notebook, o HD externo é uma maneira mais segura de transportar os dados, pois mesmo que seja roubado, os arquivos confidenciais podem ser protegidos por softwares de criptografia ou biometria, que reconhece a impressão digital do usuário.

Outros pontos importantes que você deve levar em conta ao utilizar um HD externo são:

Conexão externa: dê preferência para computadores que já tenham entrada USB 2.0, a maioria dos modelos mais recentes já vem com essa entrada. A taxa de transferência de dados é maior que na antecessora USB 1.1.

operacional: para usar seu HD externo com tranquilidade, opte por sistemas operacionais mais recentes. Alguns HDs vêm com um software adaptador para outros sistemas operacionais. Muitas vezes, o BIOS (Sistema Básico de Entrada/Saída) – programa pré-gravado no computador responsável pela inicialização do sistema – impede o acesso ao HD externo. Nesse caso, pode ser que você precise atualizar o BIOS, mas contrate um técnico, nada de fazer isso sozinho, o prejuízo pode ser muito maior que a economia.

HD externo – o que avaliar na compra:

Robustez: se você pretende transportar seu HD externo com frequência, confira a resistência física de cada modelo. Alguns modelos possuem proteção anti-impactos.

Software: alguns modelos vêm com software de proteção de dados incluso, outros oferecem softwares com funcionalidades ligadas à compressão e transferência de arquivos, como backup automático.

Capacidade de memória: aí vai do tanto de espaço que você precisa, existem modelos com maior ou menor capacidade. Inclusive modelos de HD 1 tb, lembrando que isso equivale a 1000 GB.

Capacidade para multimídia: existem HDs externos que podem ser conectados a televisores e projetores para reproduzir vídeos, fotografias, entre outros formatos.

Velocidade de rotação: expressa em RPMs. Quanto mais alta, maior a rapidez de leitura e gravação de dados.

Tempo de busca: é o tempo que a cabeça de leitura/gravação leva para mover-se até o local correto. HDs de alta performance apresentam até 2ms como tempo de busca.

Buffer: funciona como a memória cache do HD, é a capacidade para pré-gravação de dados. Quanto maior o buffer, mais rápido o tempo de busca.

HD USB versus HD SATA. Qual o melhor HD externo?

SATA e USB são tipos de conexão e a resposta dessa pergunta é: depende. A maioria dos computadores com Windows tem conexão USB 2.0 como padrão. Se você pretende utilizar seu HD externo em computadores distintos, opte por um modelo que ofereça conexão USB, que é mais comum. Um HD externo que acompanhe cabo eSATA oferece uma conexão mais rápida com transferência de até 3 Gbit/s, mas para isso a placa-mãe do computador em que o HD será conectado deve ter porta SATA. Você também pode instalar uma placa SATA PCI em seu computador, para ter conectividade eSATA. Para edição de áudio, vídeo ou backup de grandes volumes, a conexão eSATA é mais recomendada.


Case para HD externo

Uma alternativa é comprar um case para HD externo que são gabinetes vazios em que você pode instalar o HD que desejar. Opte por um case SATA, que é a interface mais atual. A vantagem é que com um único case, você pode usar vários HDs.

Lembre-se que o case deve ser compatível ao HD, assim existem opções híbridas com portas USB 2.0, mas que convertem os dados SATA através de uma placa lógica. Existem modelos que aceitam HDs SATA ou PATA (IDE). Se o HD a ser utilizado oferecer conexão SATA 3.0 Gbit/s, o case necessariamente deve ser compatível com essa conexão, também conhecida como SATA II.

Fonte: Terra Tecnologia
   


   


   ;


7 comentários:

  1. Ter um drive de HD externo é uma ótima solução para backups e outros que tais, a despeito dos pendrives de alta capacidade e dos gravadores de CD e DVD. Além disso, se você comprar um case com interface compatível com seu disco atual (PATA ou SATA), poderá subsituí-lo por outro modelo interno (mais moderno e com mais espaço) e, de lambuja, manter o velho HD ativo e operante para uma porção de aplicações.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Hoje ainda utilizo um segundo HD para gardar meus backups, mas ele fica instalado no computador. Qualquer problema com a máquina (Deus me livre) eu teria que tirar e instalar em outra. Seria uma ótima idéia possuir um HD externo, pois a praticidade e agilidade me permitiria fazer backup não apenas em casa, mas também das coisas no trabalho...

    ResponderExcluir
  3. HD externo é realmente uma mão na roda, estou procurando um que tenha uma interface de rede, para facilitar o backup de outros pcs em casa.
    gostei das dicas no artigo.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Nossa muito bom! Valeu pelas dicas! Tá de parabéns pelo blog! Abss

    ResponderExcluir
  5. sou do RJ,estou em Sampa a alguns dias e achei fascinante o blog, parabenizo e quero você amigo no facebook. Luiz Carlos Nascimento,31 de Outubro de 2011.

    ResponderExcluir
  6. As informações que eu encontrei neste site me ajudaram muito para começar a minha pesquisa para comprar um HD Externo, você escreve com muita clareza e isso é muito importante para quem, como eu, não está acostumado com termos tecnológicos.

    ResponderExcluir